Já pensou que mágico seria se pudéssemos prever situações internas de nossa empresa e do mercado em que estamos inseridos? Através de uma ferramenta criada na década de 60 em Stanford, nos Estados Unidos, isso é possível!

A ferramenta SWOT, também conhecida no Brasil como FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças), nos ajuda a:

  • Identificar problemas futuros antes que eles atinjam nossa empresa;
  • Identificar oportunidades e tendências do mercado antes dos nossos concorrentes;
  • Entender o mercado em que estamos inseridos;
  • Encontrar os pontos fortes e fracos relacionados à empresa, que muitas vezes não são  óbvios;
  • Criar estratégias e planos de ação mais eficazes; e
  • Melhorar os resultados da empresa.

A sigla SWOT, vem da junção das palavras  Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças), e nada mais é do que a formulação de estratégias de uma empresa que auxilia na visão ampla do seu negócio e norteiam a atuação no mercado.

A análise SWOT é bem fácil de fazer e qualquer empresa ou segmento consegue extrair muitas informações através dela, mas antes de colocá-la em prática, precisamos entender que ela é dividida em duas partes:

Aspectos internos: É o ambiente interno da empresa e pode ser controlado por seus gestores. É através dele que podemos identificar as forças e fraquezas de nossa empresa, podendo aproveitar as forças para se destacar no mercado em meio aos concorrentes, e através das fraquezas buscar reduzir e melhorar os pontos negativos detectados na empresa.

Aspectos externos:  São os fatores que estão fora do controle dos gestores, porém é  preciso entendê-los para identificar as oportunidades e ameaças presentes no ambiente em que as empresas estão inseridas.

Como construir uma Matriz SWOT?

 

Levantamento de informações:

Antes de construir a Matriz SWOT, precisamos coletar o máximo informações relacionados à nossa empresa. Essas informações são levantadas através de pesquisas com funcionários, especialistas do mercado, fornecedores, revistas, jornais, mídias influenciadoras, clientes e  também através da autoanálise e comparação com seus principais concorrentes.

As informações devem ser separadas em 4 categorias: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças:

Forças: São as vantagens que sua empresa tem em relação ao mercado e seus concorrentes.

Ex: Localização, atividades, recursos, serviços, equipamentos, atendimento, etc.

 

Fraquezas: São os aspectos negativos encontrados dentro das empresas, que precisam ser melhorados através de ações estratégicas, buscando aumentar a qualidade do serviço.

Ex: Produto ruim, valor alto em relação ao mercado, falta de tecnologia, mal atendimento, pouca variedade, etc.

 

Oportunidades: São tendências que fogem do nosso controle, mas nos dão oportunidades de melhorias dentro das empresas.

Ex: Cultura, economia, moda, política, influenciadores, etc.

 

Ameaças: São tendências do mercado em que estamos inseridos, que chegam até nosso negócio de forma negativa, ou seja, não trazem benefícios para nossa empresa.

Ex: Concorrentes, pirataria, catástrofes ambientais, cultura, legislação, economia, etc.

 

Pontos de relevância:

Com a listagem de informações concluída, é preciso selecionar as que são mais relevantes  para a sua empresa e colocá-las em uma matriz SWOT.

Exemplo de Matriz SWOT:

 

Cruzamento de informações:

Anexando as informações na matriz, é necessário estabelecer uma relação entre eles, ou seja, cruzar as informações para que possa montar uma estratégia eficiente e melhorar os resultados de sua empresa.

Utilizar o que temos de melhor na empresa para implementar junto às oportunidades que o mercado oferece, ou seja, estratégias que buscam trazer o crescimento e desenvolvimento de seu negócio.

 

Transformar os aspectos negativos de sua empresa em algo que  traga benefícios e vantagens, tanto para o seu negócio quanto para seus clientes.

 

Aproveitar as vantagens presentes em nossa empresa e criar estratégias que possam sanar as possíveis ameaças encontradas no mercado em que estamos inseridos.

 


Criar estratégias para minimizar os pontos fracos internos de sua empresa, reduzindo os possíveis impactos externos que possam atingir de forma negativa o desenvolvimento de seu negócio.

 

O que devo fazer com essas informações?

Essas informações são de extrema importância para que você possa traçar estratégias e planos de ações que tenham mais eficiência e tragam mais resultados para seu negócio.

 

Em um mercado tão competitivo como o que estamos inseridos hoje, é necessário buscar ferramentas que façam com que nossa empresa se destaque entre os milhares de concorrentes. Com a análise SWOT, você terá mais facilidade em tomar decisões que influenciam no crescimento e desenvolvimento de sua empresa e conquistará mais espaço no mercado.